NCE/UFRJ Textos técnicos sobre o DOSVOX

Se você produziu algum texto técnico relevante envolvendo o DOSVOX, mande para nós divulgarmos seu trabalho aqui.



-- Textos técnicos --

DOSVOX - Uma nova realidade educacional para Deficientes Visuais
José Antonio Borges

Este é um dos primeiros textos abordando a importância do DOSVOX para o desenvolvimento dos deficientes visuais.

Do Braille ao Dosvox - Diferenšas nas Vidas dos Cegos Brasileiros
José Antonio Borges

Este texto investiga os processos de concepção, adaptação, tradução, negociação, transformação e adoção por que passaram os deficientes visuais e os artefatos tecnológicos utilizados por eles desde o aparecimento do sistema Braille até os primeiros anos do século XIX.

A base teórica para este estudo é fornecida pela teoria ator-rede, que permite relativizar a deficiência e propiciar a análise da pessoa cega como um efeito de rede ┐ e não como uma análise das condišões pré-dadas de limitação.

Quatro artefatos são especialmente analisados: o sistema de escrita tátil Braille, o rádio ┐ incluindo o rádioamador ┐ o gravador e o sistema de computação para cegos, denominado DOSVOX. A pesquisa dá ênfase ao DOSVOX, na medida em que modifica/amplifica para o deficiente visual a escrita e leitura (privilégio anterior do Braille), a comunicação remota (privilégio anterior do rádio/radioamador) e o registro oral de itens associados ò cultura (privilégio anterior do gravador), integrando tudo isso com a viabilidade do acesso amplo ò Internet.

O Dosvox é convenientemente visto como ator-rede, na medida em que durante todo tempo ele modifica e é modificado pela rede sociotécnica em que se insere.

Tese de doutorado - 2009 - Coppe - Programa de Engenharia de Sistemas e Computação

Orientadores: Ivan da Costa Marques e Luis Alfredo Vidal de Carvalho

EDIVOX - Editor de textos para Deficientes Visuais
Marcelo Luís Pimentel Pinheiro

Este trabalho aborda o desenvolvimento de um Editor de Textos que permite que deficientes visuais possam produzir e ler informações textuais em microcomputadores, através de uma interface que utiliza intensivamente a síntese de voz. A criação do Edivox foi marco fundamental para o surgimento de muitos outros aplicativos, que acoplados a ele, abriram um grande leque de possibilidades que ampliaram de forma inequívoca o horizonte cultural das pessoas deficientes visuais.

A defesa deste projeto está disponível em áudio, compatível com o Real Player

WEBVOX - um navegador para a World Wide Web destinado a deficientes visuais
Bernard Condorcet Porto

Esta tese de mestrado é um documento essencial para ser lido por qualquer pessoa que se interesse pelo estudo mais profundo do tema tecnologia para deficientes.

Este trabalho aborda inúmeros aspectos que demonstram ser viável o acesso pleno por deficientes visuais, à maioria das informações contidas na World Wide Web. ╔ apresentado o navegador WEBVOX, construído com características que levam em conta as limitações e idiossincrasias dessas pessoas. Esse navegador, na exibição de uma homepage, traduz a informação gráfica para informação sonora, através do uso de síntese de voz para reprodução dos textos e da exibição de sons gravados, para reprodução dos tags HTML. Desta forma, ele consegue criar um ambiente no qual é captada a totalidade das informações textuais e grande parte da organização gráfica das homepages convencionais.

O trabalho também organiza um conjunto de regras de acessibilidade por deficientes visuais, que quando aplicadas à programação das homepages, tornam mais simples e completo o entendimento das informações ali apresentadas.

CARTAVOX - Projeto de Melhoria na Versão 4.2B
Aline Ribeiro de Lacerda e Neno da Cunha Albernaz

Esta monografia de fim de curso de Informática da UERJ apresenta inúmeros detalhes de implementação do sistema de correio eletrônico do DOSVOX.

O CARTAVOX é a única ferramenta de correio eletrônico para deficientes visuais, com síntese de voz, totalmente gratuito, com tecnologia brasileira e usada por milhares de pessoas no Brasil (incluindo vários países da América Latina, México, Portugal e países de língua espanhola). Podemos imaginar a dimensão dos benefícios sociais e econômicos trazidos a esse grupo de pessoas que não tem visão e não consegue enxergar a tela de um computador, uma vez que o e-mail (correio eletrônico) tem se tornado item imprescindível na sobrevivência social e econômica de um ser humano na década corrente.

A experiência como fator determinante na representação espacial do Deficiente Visual (vol. 1) e (vol. 2)
Sílvia Elena Ventorini

Este texto apresenta um estudo extraordinariamente preciso sobre o uso de maquetes táteis sonoras por deficientes visuais. Neste estudo se descreve também o sistema Mapavox, criado com a tecnologia DOSVOX, capaz de dar som a maquetes sonoras.

Os objetivos do trabalho foram investigar como as pessoas deficientes visuais organizam os objetos no espaço e que estratégias usam para constituir suas representações. Os resultados indicam que os sujeitos deficientes visuais organizam os objetos no espaço de forma diferente das pessoas normo-visuais e que a adaptação de material didático de Cartografia para este público vai muito além de simplesmente em substituir cores por texturas, efetuar contornos em relevo e/ou inserir informações em braille e em escrita convencional ampliada, chamando a atenção para que as abordagens de conteúdos geográficos e cartográficos não podem ter como referencial a percepção e organização espacial de pessoas que enxergam.

O DOSVOX no CIOMF: Percursos, Espaços e Luzes
Maria Helena Dutra de Almeida Goes

Este texto apresenta um estudo acerca do tema sobre a inclusão de alunos portadores de deficiência visual em salas regulares de ensino fundamental, com a utilização do DOSVOX. O desenvolvimento do tema indica que o uso dessa tecnologia no trabalho educacional desenvolvido com portadores de deficiência visual não pode ser dissociado de diversos aspectos relacionados à inserção destes indivíduos na família, na escola e na sociedade.

Inclusão Digital a Invisuais
Rosevani Chiapetti

A pesquisa apresentada neste trabalho tem como objetivo principal verificar a relevância da inclusão digital para pessoas portadoras de deficiência visual, tendo estas, acesso a ela através de programas específicos de acessibilidade. e mais especificamente:
  • levantar dados que possibilitem saber qual a opinião dos deficientes visuais a respeito da inclusão digital
  • conhecer quais os meios de acessibilidade virtual disponíveis aos invisuais
  • identificar se houve melhoria na qualidade de vida e de relacionamentos para estes indivíduos, considerando aspectos de socialização e comunicação via internet
  • verificar se ocorreram mudanças significativas na vida familiar destes indivíduos e suas relações, pós-reconhecimento destes meios de acessibilidade
  • Tal temática vem de encontro à nova demanda do mundo moderno, que requer cidadãos cada vez mais autônomos no meio digital, uma vez que este se faz necessário, não só como meio de busca pela informação, mas também como processo de inserção social, pela interação com os mais variados sujeitos, proporcionada por conversações "on-line".

    CELLVOX: Uma aplicação de celular para deficientes visuais
    Bruno da Silva Giovanini e Fernando Fernandes Morgado

    O CellVox é um aplicativo computacional que tem como objetivo transformar em informações faladas aquelas operações realizadas em um aparelho celular. Os deficientes visuais em qualquer grau poderão, a partir de um aparelho celular que suporte a plataforma Java ME, explorar funcionalidades antes restritas a poucos e ainda hoje, custosos aparelhos. O CellVox expande a tecnologia de síntese de fala do DOSVOX adaptando-a às limitações dos atuais telefones celulares.

    Neste trabalho, são explorados, respeitando-se as limitações técnicas e de desempenho, os recursos nativos disponíveis no aparelho celular tais como discagem, agenda pessoal e ultimas ligações. Estas operações são transformadas em fala, transmitindo ao portador da deficiência maior controle e segurança em suas ações. O intuito do CellVox é popularizar este acesso à telefonia móvel, uma vez que qualquer aparelho celular que suporte a plataforma Java ME pode executá-lo.

    Impressão Braille no Brasil: o papel do Braivox, Braille Fácil e Pintor Braille
    José Antonio Borges e Geraldo José Ferreira Chagas Jr.

    Este texto descreve as dificuldades para implantação da impressão Braille computadorizada no Brasil, com ênfase na experiência do autor nos softwares criados dentro do sistema DOSVOX e nos programas gerados para a imprensa Braille do Instituto Benjamin Constant. ╔ descrito o software Braille Fácil que viabiliza a impressão Braille computadorizada por pessoas com pouco conhecimento de computação. ╔ também mostrado o Pintor Braille, um programa que permite a criação de desenhos táteis em impressoras Braille.

    Tecnologias para a Inclusão de Alunos com Deficiência Visual no Ensino a Distância
    Flávio de Brito Pinheiro e Tereza Cristina Bonadiman

    O trabalho enfoca a viabilização de recursos para a inclusão e permanência de alunos com deficiência visual no Ensino a Distância. São apresentadas ferramentas e técnicas utilizadas pelos setores de Plataforma e Produção de Material Didático Impresso de uma instituição de Ensino a Distância em um projeto piloto cuja finalidade é proporcionar aos alunos com deficiência visual as mesmas possibilidades de aprendizado dos alunos com visão normal, preparando-os para, de fato, disputar uma vaga no mercado de trabalho.

    Acessibilidade na Internet para Deficientes Visuais
    Andréa dos Santos Rodrigues, Guido Lemos de Souza Filho e José Antonio Borges

    Neste trabalho descreve-se a situação atual em que se encontra o acesso a Internet para as pessoas portadoras de deficiência visual,. São propostas formas de desenvolvimento de páginas com o emprego de regras de acessibilidade. As regras propostas foram testadas através do uso de um browser adaptados aos deficientes visuais desenvolvido no contexto do projeto DOSVOX. Enfatiza importância do desenvolvimento de páginas acessíveis de boa qualidade.

    A Independência do Deficiente Visual na Perspectiva de Paulo Freire e sua Teoria Libertadora
    Alzer Augusto dos Santos

    Esta monografia fala sobre a pessoa cega e sua relação com o desenvolvimento social no século XX, sob a ótica dos conceitos pedagógicos de Paulo Freire e Jean Piaget.

    Trabalho de conclusão do Curso de Pedagogia, realizado em 2007 na Universidade São Marcos.

    Orientadora: Prof. Regina Ozeki

    Escrita em tinta para deficientes visuais com uso de reglete
    José Antonio Borges

    Este texto sistematiza um processo de escrita em tinta que faz uso de um dispositivo que a maior parte dos cegos possui: a reglete.

    DOSVOX - changing lives of thousands of Brazilian blind people
    José Antonio Borges

    Este texto foi usado para embasar a disputa do Dosvox ao ACM Lawler Award (o Dosvox não foi premiado, mas foi o projeto brasileiro indicado). Junto com ele outros documentos anexados foram os depoimentos de Ethel Rosenfeld e Virginia Vendramini

    Cegos e Computador: Uma Interação que Explora o Potencial do Desenho
    José Antonio Borges e Leo Roberto Jensen

    Este texto mostra os diversos aspectos de um sistema computacional que permite a criação e edição de desenhos geométricos para pessoas cegas.

    A inclusão de alunos cegos com o uso do Dosvox na sala de aula do ensino regular de 1║ ao 5║ ano do Ensino Fundamental
    Wagner A. R. Maia

    Este trabalho relata a utilização do Sistema Dosvox na inclusão da aluna Jéssica Ferreira Maia nas séries iniciais do ensino fundamental, na Escola Municipal Maria Lúcia, da rede regular de ensino da cidade de Campos dos Goytacazes RJ. Uma realidade pioneira que possibilitou a passagem de uma aluna considerada analfabeta porque não era capaz de ler os pontos do Braille, ao domínio completo do computador com fins educacionais e da Internet.

    O trabalho foi apresentado na Jornada de Educação Especial da UNESP de Marilia - SP em 2010.

    Motivational Factors for Visual Deficient Users
    Angélica Fonseca da Silva Dias, Mônica Ferreira da Silva e Eber Schmitz

    Esta pesquisa teve como objetivo investigar a adoção de tecnologia por parte do deficiente visual. A tecnologia estudada foi o software Dosvox, uma ferramenta de apoio ao deficiente visual produzido no NCE/UFRJ. Um método qualitativo, através de um estudo de caso, foi usado para tratar a expectativa social e profissional e a percepção dos portadores de deficiência visual quanto aos fatores motivacionais intrínsecos (facilidade de uso e pressão social), bem como o factor de motivação extrínseca (percepção utilidade). Os fatores motivacionais utilizados foram extraídos da TAM (Technology Acceptance Model) e com base nesse modelo de um formulário padrão foi utilizado para coletar informações. Dez portadores de deficiência visual, os usuários do Dosvox, foram entrevistados. Os entrevistados foram unânimes em afirmar que, para aqueles que estão aprendendo, Dosvox é o software o mais fácil de usar, estimulando-os a retornar aos estudos e à vida social. Um grupo significativo confirmou que após a sua formação com o Dosvox, tornaram-se mais competitivo no mercado de trabalho. Também foi observada uma forte influência do fator utilidade percebido sobre a pressão social e da percepção de facilidade de uso. Os resultados desta pesquisa podem indicar novas abordagens para o desenvolvimento de sistemas de informação específicos para o deficiente visual.

    Este trabalho, em inglês, está publicado no CLEI Electronic Journal, Vol. 12, N. 1, Paper 4, Abril de 2009

    Introdução ao conceito de função para deficientes visuais com o auxílio do computador
    Heitor Barbosa Lima de Oliveira

    Este texto apresenta uma abordagem inovadora, em que se misturam representações concretas, abstratas e computacionais para transmitir os conceitos de função para estudantes cegos dos últimos anos do ensino fundamental. No computador, a planilha Planivox, do sistema Dosvox, é usada em simulações que ajudam a materializar a operação das equações, que passam a ser consideradas como elementos de construção e transformação, e não meros objetos de manipulação algébrica.

    Este trabalho foi objeto da tese de Mestrado em Ensino de Matemática, pelo Instituto de Matemática da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em março de 2010.

    Orientadora: Cláudia Coelho de Segadas Vianna

    Estudo sobre a escrita dos cegos nas listas de discussão do DOSVOX
    Alessandra Guimarães Pinheiro Duarte

    O presente estudo teve como objetivo analisar a qualidade da escrita de deficientes visuais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa - estudo de caso - que analisou os erros gramaticais e sintáticos das mensagens produzidas nas Listas de Discussão Dosvox-l e Voxtec, hospedadas no Núcleo de Computação Eletrônica da UFRJ, e direcionadas aos usuários do sistema Dosvox. A coleta de dados foi realizada a partir de cerca de 150 mensagens das listas de discussão. Estes estudos revelaram que um número significativo de usuários não tem o domínio sobre as regras gramaticais comprometendo o nível dos textos produzidos nas mensagens. Percebeu-se, também, que o simples uso de ferramental que está disponível no sistema poderia minimizar essa ocorrência, mas que um número significativo de usuários não faz uso deles. Os resultados desta pesquisa podem ser usados por professores de língua portuguesa como parâmetros indicativos de dificuldades gerais que deveriam ser objeto de grande atenção.

    Este trabalho foi objeto da monografia de Especialização em Tecnologidas da Informação Aplicadas à Educação - PGTIAE - NCE/UFRJ - em maio de 2010.

    Orientador: José Antonio dos Santos Borges

    Geometria e cegos - Um jogo computacional no processo de aprendizagem de trigonometria
    Lidiane Figueira da Silva

    A utilização de jogos como um caminho para obter conhecimento ainda pode ser considerada uma atividade pouco desenvolvida. São necessários estudos e propostas que de fato unam as partes e colaborem para a aprendizagem do alunado cego. O jogo CityVOX foi pensado e estruturado para ser um recurso pelo qual os alunos pudessem ter acesso ao conhecimento de uma forma estimulante e divertida, e a metodologia desenvolvida pudesse estar ao alcance de educadores interessados em novas práticas de aprendizagem, criando seus próprios jogos. O conteúdo proposto para esse jogo foi o estudo da geometria, lecionada a alunos do 8║ e 9║ ano do ensino regular dos cegos. O produto final é um instrumento pedagógico para nortear futuros professores, desenvolvedores de jogos, e cada criação irá alimentar o sitio do sistema DOSVOX, formando uma fábrica de conhecimento intermediada por jogos educacionais, aberta à comunidade usuária deste sistema.

    Este trabalho foi objeto da monografia de Especialização em Tecnologidas da Informação Aplicadas à Educação - PGTIAE - NCE/UFRJ - em outubro de 2009.

    Orientadores: José Antonio dos Santos Borges e Josefino Cabral Lima

    O Uso de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) por Alunos Cegos em Escola Pública Municipal de Fortaleza
    Francisco Sueudo Rodrigues

    O objetivo geral desta tese foi de verificar se, e em que condições o aplicativo Edivox pode facilitar a realização de atividades escolares que envolvam a escrita por alunos(as) cegos(as), matriculados(as) em instituições municipais de Fortaleza (Ceará).

    Este trabalho foi apresentado ao Programa de Pós Graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará, como requisito parcial para a obtenção do título de Mestre, em Maio/2010.

    Orientadora: Profa. PhD. Ana Karina Morais de Lira

    O uso do computador no desempenho de atividades de leitura e escrita do escolar com deficiencia visual
    Suzana Rabello

    O objetivo desta tese foi verificar a reprodução de textos e o desempenho dos alunos deficientes visuais na leitura de textos digitados por meio do computador. A amostra foi composta por seis escolares de 12 a 15 anos de idade, matriculados de 5a. a 8a. série do Ensino Fundamental, que frequentam sala de recursos no município de Santa Bárbara D'Oeste/SP. Foi utilizado como instrumento um roteiro de observação aplicado em dois momentos, antes e depois do curso de informática que foi ministrado três vezes por semana, durante oito meses, utilizando os sintetizadores de voz Dosvox e Virtual Vision, bem como o recurso do Assistente de Acessibilidade do windows.

    Tese de mestrado em Ciências Médicas, submetida em 2007 ao Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas da UNICAMP.

    Orientadora: Profa. Dra. Keila Miriam Monteiro de Carvalho

    Desenvolvimento de uma Ferramenta Computacional Experimental para Navegaçao em Sites WEB para Cegos (temporariamente indisponível)
    Alexandre Sobrino Ganança

    Este trabalho propõe uma ferramenta computacional experimental de apoio a programas leitores de tela com o objetivo de aperfeiçoar a experiência de navegação para portadores de deficiência visual, implementando um conjunto de mecanismos com a finalidade de simplificar a forma como o usuário pode chegar à informação textual propriamente dita.

    Tese de mestrado submetida em 2010 à Pós-graduação em Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Uberlândia

    Orientador: Dr. Alexandre Cardoso

    Implementação do DosVox no Linux Educacional 3.0 nos laboratórios do Proinfo
    Henderson Tavares de Souza e Luiz César Martini

    Este texto surge a partir da necessidade de ampliar o acesso ao sistema DosVox estendendo sua implementação nos laboratórios das escolas públicas contempladas pelo PROINFO. São mostrados todos os procedimentos que foram implementados e fizeram o sistema inicialmente concebido para o sistema operacional Windows, rodar no Linux educacional 3.0 instalado nas escolas públicas de todo o Brasil.

    Aperfeiçoamento da ferramenta MATVOX: um aplicativo para pessoas com deficiência visual que proporciona a implementação de algoritmos e cálculos matemáticos em um editor de texto
    Henrique da Mota Silveira

    Este trabalho apresenta o aplicativo MATVOX como uma alternativa à falta de recursos voltados para pessoas com deficiência visual, tanto para o ensino como para o dia a dia nas áreas de ciências exatas. Basicamente, o MATVOX é uma calculadora programável que é funcional a partir do editor de texto do sistema gratuito DOSVOX, que é um sistema de apoio à pessoa com deficiência visual que tem como fundamento o uso da síntese de voz. Em síntese, os resultados desta pesquisa foram: uma nova versão do MATVOX, cujas novas funcionalidades incorporam principalmente cálculos de números complexos, matrizes e equações polinomiais; e constatações que foram obtidas durante a avaliação da ferramenta junto a usuários.

    Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação da UNICAMP como parte dos requisitos exigidos para obtenção do título de Mestre em Engenharia Elétrica.

    Orientador: Prof. Dr. Luiz César Martini

    Avaliação de usabilidade do sistema Dosvox na interação de cegos com a web
    Edson Rufino de Souza

    Este relatório apresenta o desenvolvimento e os resultados de uma pesquisa sobre a usabilidade do Dosvox, sistema gratuito desenvolvido na UFRJ e utilizado por cegos no desempenho de suas tarefas com o uso de computadores, inclusive para interação com a Web. Por meio de pesquisa exploratória baseada na observação da interação de estudantes cegos com a Web, foram identificados problemas de usabilidade na interface do Dosvox e do Webvox, programa que faz parte do sistema e é utilizado no acesso a sítios eletrônicos na Web. Embora tenha havido uma grande preocupação em se desenvolver o Dosvox com foco no usuário iniciante, em entrevistas estruturadas com os desenvolvedores descobriu-se que os problemas estavam relacionados com o fato de a interface ser projetada de acordo com o modelo mental desses profissionais de Informática. Isso dificulta o seu uso por pessoas menos habituadas com estes conceitos. Somou-se a esses resultados informações encontradas na observação de cegos especialistas em acessibilidade usando o Dosvox na interação com a Web. Após a observação, foram realizadas entrevistas estruturadas, permitindo que fossem apontados outros problemas do sistema, além de caminhos de melhoria para a usabilidade do Dosvox.

    Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Design da Universidade do Estado do Rio de Janeiro - ┴rea de Concentração: Design. - fev.2008

    Orientador: Prof. Dr. Sydney Fernandes de Freitas

    Avaliação na deficiência visual - tecnologias assistivas: os "olhos" dos deficientes visuais
    Maria Lúcia Esteves

    A presente pesquisa aborda a educação das pessoas com deficiência visual e as tecnologias assistivas que dão os suportes técnico-pedagógicos para que esta se efetive. O objetivo de pesquisar este tema é o início de uma discussão que possibilite diferenciar os nossos olhares como pedagogos quanto à diversidade do espaço escolar. Nesta pesquisa estão algumas informações sobre a visão normal, as deficiências visuais e a educação das pessoas com estas limitações, justificando a importância de conhecimentos básicos em como atuar neste processo educativo. A metodologia aplicada é uma pesquisa de cunho qualitativo e análise de relatos de quatro pessoas que têm deficiências visuais, por diferentes causas. Este trabalho também aborda a relação da perda sensorial com os corpos destes sujeitos, considerando como uma condição básica para o desenvolvimento no processo educativo. Estão também presentes breves informações aos profissionais da educação, e os recursos necessários para que esta se torne efetiva. Esta pesquisa traz ainda breves informações aos espaços escolares desde a Creche, considerando a importância dos estímulos em todos os aspectos do desenvolvimento, independente de perda visual. Como comprovação da possibilidade de desenvolvimento de uma educação libertadora, esta está demonstrada na metodologia desta pesquisa.

    Monografia apresentada à Faculdade de Educação da UFRJ como requisito parcial à obtenção do título de Licenciada em Pedagogia. - dez.2013

    Orientadora: Prof¬ Dr¬ Marta Lima de Souza

    GEOMETRIC VOICE: Interação dos Deficientes Visuais com o Tratamento de Figuras Geomiétricas e sua Visualização Tátil através de uma Impressora Braille
    Cristhian Camilo Moreno Chaparro

    Este trabalho apresenta os resultados obtidos no desenvolvimento de figuras geométricas em duas (2D) e três dimensões (3D), realizadas por um programa inédito desenvolvido nesta pesquisa e destinado principalmente a pessoas com deficiência visual. O programa permite a acessibilidade para criar e imprimir desenhos geométricos, funções que até o momento não estavam disponíveis para pessoas que não enxergam. O aplicativo trata o projeto e criação de formas geométricas a partir dos parâmetros próprios utilizando um sintetizador de voz e assistentes ou menus especiais orientados a usuários com deficiência visual. Além disso, o aplicativo facilita a impressão das formas geométricas na mesma folha tanto em Braille, como em relevos, além de uma impressão comum em tinta destinada às pessoas que conseguem enxergar.

    Dissertação de Mestrado apresentada à Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação como parte dos requisitos para obtenção do título de Mestre em Engenharia Elétrica.

    Orientador: Prof. Dr. Luís Cesar Martini

    Software DosVox: Um intermediador de práticas tecnológicas dos deficientes visuais
    Maria da Luz Oliveira Dias, James da Luz Dias, Nélio Lustosa Santos Júnior, Alexandre Lima de Sousa, Maciel de Sena Brito

    As Tecnologias da Informação e Comunicação ┐ TIC vem trazendo novas perspectivas educacionais e profissionais para todos, incluindo as pessoas com deficiência visual. Atualmente existe varias maneiras de inserir as TIC na vida dos DVs, uma delas é a utilização do software DOSVOX, o mesmo permite que os usuários leiam o que está escrito na tela através de um sintetizador de voz que retorna ao usuário o que está escrito, digitar textos, acessar páginas de internet, utilizar calculadora de voz, jogar jogos de caráter educacionais e muito mais. O presente trabalho visa expor os benefícios do DOSVOX, como o mesmo pode intermediar práticas pedagógicas e tecnológicas a fim de beneficiar os deficientes visuais, expandindo seu potencial e sua inclusão social. Vale ressaltar que ele é apenas uma ferramenta e para que ela possa ser efetivamente importante, é necessário o início imediato das ações que possam aplicá-la ao maior número de deficiente visuais do nosso país. E isso depende do esforço de cada um.

    Texto apresentado no VI Simpósio de Produtividade em Pesquisa do IFPI, realizado de 26 a 28 de novembro no Campus Teresina Central do Instituto Federal do Piauí.

    DOSVOX: a História de uma Revolução entre os Cegos
    Débora Rossini M. Cardoso, Iúna Fricke D'Ascenzi, José Monserrat Neto

    Este artigo examina a história de uma tecnologia chamada Dosvox, fruto de um projeto brasileiro desenvolvido no NCE/UFRJ, Brasil, a partir de 1993, permitindo que portadores de deficiência visual acessem e utilizem o computador.

    Trabalho apresentado oralmente na Fundação para Pesquisa e Desenvolvimento da Educação, Contabilidade e Economia.
    http://www.fundace.org.br/cooperativismo/arquivos_pesquisa_ica_la_2008/078-monserrat.pdf

    O uso do software DOSVOX na Educação de Deficientes Visuais
    Waldecy de Nazaré Tavares da Fonseca

    Este trabalho de conclusão de curso tem ênfase nos portadores de deficiência visual, enfatiza as dificuldades em desenvolver a leitura e escrita através do Sistema Braille, que os deixava a margem da sociedade, pois não havia comunicação com outras pessoas por não entenderem o Braille. Surge então, a necessidade de se usar recursos tecnológicos na educação de deficientes visuais que quebrem as barreiras de comunicação. Assim as ferramentas tecnológicas, serão utilizadas a partir de um novo pensar acerca do desenvolvimento e aprendizagem destes, proporcionando mediante oportunidades de estudo e trabalho melhor qualidade de vida. Para este estudo, será utilizado o software DOSVOX, sistema operacional criado pelo Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NCE/UFRJ) como ferramenta para o trabalho com portadores de deficiência visual, avaliando o uso dos recursos mais comuns.

    Monografia apresentada ao Curso de Especialização em Mídias na Educaço da Universidade Federal do Amapá como requisito para obtenção do grau de especialista em Mídias na Educação - 2012.

    Orientador: Prof. Msc. Jefferson Mesquita