Projeto Musibraille Objetivos do projeto Musibraille               Patrocínio da Petrobrás

Dolores Tomé e sua aluna Daniela Ribeiro
Dolores Tomé e seu aluno Gabriel Fernando
Geral

Forte incremento do acesso de deficientes visuais às escolas de música, com a disponibilidade de um programa adequado para transcrição musical para Braille, atendendo uma antiga reivindicação da comunidade de educadores, alunos e músicos.

Específicos

a) Capacitar professores de educação musical das escolas de nível fundamental e médio para trabalharem com cegos. Desta forma, os alunos cegos que estiverem matriculados em classe regular poderão ter um aproveitamento mais efetivo e uma maior integração.

b) Propiciar o desenvolvimento da autonomia e elevado incremento na independência do cego músico. O executante teria sua situação melhorada pela possibilidade de transcrição automatizada de textos musicais a partir de papel. O compositor ou arranjador cego também seria beneficiado, na medida em que suas obras puderem ser geradas de forma bimodal (em Braille e em tinta) sendo consumidas também por músicos que não dominem a técnica Braille.

c) Melhorar e ampliar as oportunidades dos cegos músicos no mercado de trabalho, incluída aí a atividade de ensino de música, em suas múltiplas vertentes. Em outras palavras, inclusão social é importante resultante do projeto.


Cartinha Envie carta para Dolores Tomé e Antonio Borges

Logotipo do NCE


Apoio e Patrocínio

Gerado automaticamente pelo sistema InterCAP
Copyright (c) 2002 - NCE/UFRJ - Projeto DOSVOX